Hospital Santa Izabel inaugura nova Bioimagem e Radioterapia

 

Em sintonia com os recentes avanços tecnológicos para diagnóstico e combate ao câncer, o Hospital Santa Izabel inaugura na próxima

segunda-feira (27), às 17 horas, uma nova e bem equipada Unidade de Radioterapia. As novas instalações, que oferecem conforto e funcionalidade aos pacientes e profissionais de saúde, contarão com aceleradores lineares que, em um tempo menor de tratamento, permitem a aplicação de doses precisas de radiação nas células tumorais, diminuindo para níveis muito baixos a toxicidade e reduzindo ao mínimo os prejuízos nos tecidos sadios e nas demais estruturas saudáveis do organismo.

 

Neste mesmo dia, também será inaugurado o novo Serviço de Bioimagem do Hospital Santa Izabel. Com equipamentos de alta definição e ambientes humanizados, o novo complexo de Bioimagem vai dispor de tomógrafo computadorizado de 128 canais, gama câmara para realização de exame de cintilografia, mamógrafo e ecocárdio.

Outra novidade é a inserção de um PET-CT, sofisticado equipamento de diagnóstico por imagem capaz de identificar o câncer em estágio inicial e mostrar em tempo real como o corpo reage ao tratamento. Este exame aumenta em mais de 50% a probabilidade de detecção de tumores em relação aos equipamentos existentes no mercado e pode poupar pacientes de cirurgias e procedimentos desnecessários. Além de ser usado no diagnóstico de cânceres, o PET-CT também será útil nas áreas cardiológica e neurológica.

A previsão inicial é que a nova bioimagem atenda a uma média mensal de dois mil usuários. O investimento global no complexo de Bioimagem foi da ordem de R$ 11 milhões. "O Hospital Santa Izabel está fazendo um grande investimento na área de imagem e, em especial, de radioterapia, priorizando a qualidade, precisão e capacitação da equipe multidisciplinar que vai fazer uso dos equipamentos tecnológicos que melhoraram significativamente a eficácia da radioterapia”, afirma a médica Elisa Saito, coordenadora da Unidade de Radioterapia do Santa Izabel, que conta com o apoio da OncoClínicas do Brasil,  referência em atendimento oncológico.

Já na Unidade de Radioterapia, os investimentos foram da ordem de R$5 milhões  e vão propiciar aos pacientes o acesso a procedimentos compatíveis com os realizados nos mais avançados e bem equipados centros de oncologia do país. Destaque para Radioterapia por Intensidade Modulada de Feixe (IMRT), Radioterapia em arco dinamico (VMAT), Radioterapia estereotáxica fracionada e a Radioterapia intraoperatória.

Outras novidades disponíveis são a radiocirurgia, procedimento que permite a intervenção minimamente invasiva em casos de difícil manejo cirúrgico ou em situações em que a cirurgia oferece riscos ao paciente, e a radioterapia tridimensional (em 3D), que possibilita uma melhor definição do volume-alvo e proteção de estruturas normais, causando menos efeito colateral e menor risco de sequelas durante o tratamento.

Se essas inovações, recentes no Estado da Bahia, não controlam o tumor completamente, ao menos  proporcionam  melhores condições de vida ao paciente”, diz Elisa Saito, para quem o grande diferencial dos equipamentos de ponta do Santa Izabel é o poder de precisão das aplicações radioativas nos tumores.

A médica especialista explica ainda que a nova unidade de radioterapia se somará a uma completa estrutura já disponível no hospital para tratamento integrado contra o câncer. Atualmente, o Santa Izabel é o segundo hospital que mais realiza procedimentos na área de oncologia cirúrgica na Bahia.

O superintendente de Saúde da Santa Casa de Misericórdia da Bahia, Eduardo Queiroz, acrescenta que com mais essa iniciativa voltada para assistência de pacientes oncológicos, “o Hospital Santa Izabel disponibiliza à comunidade baiana tecnologia avançada aliada a alta capacitação de seus médicos, proporcionando atendimento integral e multidisciplinar.