15h30

Hospital Santa Izabel investe em ações sistematizadas para normalizar índice glicêmico em pacientes internados

Compartilhe
Tamanho do Texto

Um em cada dois brasileiros com diabetes não sabe que tem a doença. Quando a pessoa é diagnosticada muitas vezes já apresenta complicações adjacentes. De acordo com os especialistas, praticar atividade física orientada e não fumar,  juntamente com a manutenção de uma alimentação equilibrada e o combate a doenças como hipertensão e colesterol alto, ajudam a prevenir o diabetes.  Um dos efeitos do diabetes não controlado é a hiperglicemia  - excesso de açúcar no sangue, que com o tempo afeta gravemente órgãos e sistemas.

Para auxiliar a prevenção da hiperglicemia hospitalar, o Hospital Santa Izabel (HSI) implantou uma série de ações sistematizadas e lançou agora uma cartilha educativa.De acordo com o conteúdo da publicação, que terá distribuição gratuita e dirigida, a glicemia é considerada alta no hospital quando está superior a 140 mg/dl. A cartilha anuncia ainda que mesmo pessoas sem história prévia de diabetes podem ter hiperglicemia durante a internação.  

Mas por que devemos nos preocupar com a hiperglicemia no ambiente hospitalar? O descontrole das glicemias durante a internação aumenta o risco de infecções hospitalares e o tempo de internação. O Hospital Santa Izabel também implantou de forma pioneira na Bahia uma comissão que auxilia no controle de taxas de glicemia elevada do sangue em pacientes hospitalizados diminuindo o tempo de internamento e oferecendo mais qualidade de vida.

"A hiperglicemia deve ser rastreada em todo paciente internado, independentemente do nível de gravidade ou do diagnóstico prévio de diabetes", diz a médica Dra Alina Feitosa, supervisora da Comissão de Controle Glicêmico Hospitalar (CCGH) do HSI.

As ações da Comissão incluem a instituição de protocolos assistenciais, treinamento especializado de colaboradores, educação de familiares e acompanhantes, criação de instruções médicas eletrônicas para insulinização, implantação de padrões nutricionais especializados para manejo e controle das hiperglicemias hospitalares. Todas as ações são feitas de maneira individualizada para oferecer o tratamento mais adequado para uma vigilância epidemiológica apropriada.

Outro avanço importante é a criação da CCGH Virtual. De acordo com a Dra. Alina Feitosa, este recurso funciona como um prontuário eletrônico e permite uma segunda opinião médica, além da sugestão de prescrição em pacientes internados que tenham sido identificados como “de risco” para eventos relacionados à hiperglicemia ou que apresentem descontrole glicêmico.

A prática, que já é uma realidade em centros de saúde mais avançados, favorece o processo terapêutico e reduz o tempo de internação hospitalar. O paciente com glicemia alterada é submetido a dieta especial e recebe medicação adequada para normalizar o índice glicêmico.  

Certificações
Selo Diamante em Hemodinâmica
Selo Diamante em Hemodinâmica

O Serviço de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista do Hospital Santa Izabel foi o primeiro da Bahia a receber a mais alta certificação de qualidade nos procedimentos de hemodinâmica e cardiologia intervencionista, conferida pela Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista (SBHCI). Menos de dez serviços de hemodinâmica alcançaram essa certificação no Brasil. 

O selo diamante, concedido em parceria com o IQG - Health Services Accreditation é considerado o nível máximo de qualidade. Ele atesta o compromisso da unidade com a qualidade e segurança na gestão da assistência ao paciente, a qualificação profissional e a melhoria dos processos.

Acreditação com Excelência ONA 3
Acreditação com Excelência ONA 3

O Santa Izabel tem Acreditação com Excelência referente a três níveis: Segurança do Paciente, Gerenciamento de Risco e Rotina, e os indicadores de Qualidade e de Desempenho. A Acreditação é emitida pela Organização Nacional de Acreditação (ONA) e é o nível máximo obtido a nível nacional. A assistência ambulatorial e hospitalar contempla os pacientes particulares e conveniados às principais operadoras e planos de saúde, além dos usuários encaminhados para atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Certificação Internacional QMentum Diamond
Certificação Internacional QMentum Diamond

O Hospital Santa Izabel conquistou em agosto de 2019 a certificação internacional QMentum, que atesta práticas de gestão e de assistência mais transparentes e seguras, igualadas a padrões de excelência internacionais. O modelo da Acreditação QMentum International possui as seguintes diretrizes de avaliação: foco epidemiológico, acessibilidade, segurança, segurança ocupacional, cuidado centrado no paciente, continuidade do cuidado, efetividade e eficiência. O Hospital Santa Izabel tornou-se integrante QMentum International IQG em 2017, quando iniciou a adequação e melhoria dos processos internos, como forma de garantir a maior segurança e qualidade assistencial e a redução dos riscos no ambiente hospitalar.

HIMSS EMRAM 7
HIMSS EMRAM 7

O Hospital Santa Izabel conquistou, em 2019, a certificação da Healthcare Information and Management Systems Society (HIMSS) estágio 7 e se tornou o oitavo hospital brasileiro a ser reconhecido pela metodologia considerada uma das mais importantes a auxiliar a transformação digital de unidades de saúde. Para tal, a Santa Casa da Bahia ampliou os investimentos para implementar novas soluções tecnológicas com capacidade de melhorar a qualidade e segurança da assistência ao paciente e transformar o Santa Izabel no primeiro hospital digital do Estado.

2019 - 2020. Santa Casa da Bahia. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital