05h31

Intervenção robótica para tratamento de câncer de bexiga é realizada no Hospital Santa Izabel

Compartilhe
Tamanho do Texto

10.640 novos casos de câncer de bexiga são estimados para esse ano no Brasil, sendo um dos mais comuns no trato urinário e o nono mais incidente em nível mundial. Os dados são do Instituto Nacional do Câncer (INCA). Dando mais um passo em direção ao tratamento desse tipo de câncer, o Hospital Santa Izabel, da Santa Casa da Bahia realizou no final de janeiro a sua primeira cistectomia radical robótica.

Coordenado pelo urologista Lucas Batista, o procedimento contou com a participação dos médicos Rafael Tourinho, Eduardo Azevedo, Marcelo Cerqueira e Romeu Magno. A retirada completa da bexiga foi realizada por meio de cirurgia robótica, que consiste numa técnica minimamente invasiva onde com o auxílio do robô se obtém alto detalhamento anatômico, com uma melhor visualização da região a ser tratada e acesso a estruturas que em outras técnicas seria mais difícil, o que confere precisão.

“A citesctomia radical costuma ser realizada por meio de uma incisão no abdômen. De forma robótica, o procedimento é menos invasivo, a visão é aumentada em até dez vezes em 3D e são utilizadas pinças robóticas”, afirma Lucas Batista, médico integrante da equipe do Hospital Santa Izabel. O especialista explica que durante a cirurgia é retirada totalmente a bexiga e construída, com parte do intestino, uma nova estrutura para cumprir o papel da bexiga removida e não comprometer a função renal.

O tempo de recuperação diante de uma cistectomia robótica também costuma ser mais rápido. O primeiro paciente desse procedimento no Santa Izabel, por exemplo, saiu da UTI em 24 horas e recebeu alta hospitalar após 8 dias da cirurgia.

Fique de olho - Homens brancos e de idade avançada têm maior probabilidade de desenvolver câncer de bexiga. Além disso, o tabagismo pode aumentar o risco de alguém ter esse tipo de câncer. O hábito de fumar está associado à doença em 50 a 70% dos casos. Entre os principais sinais e sintomas, estão dor ao urinar e sangue na urina. A prevenção inclui adotar hábitos de vida saudáveis, não fumar, ir ao médico regularmente e realizar exames periódicos.

Certificações
Selo Diamante em Hemodinâmica
Selo Diamante em Hemodinâmica

O Serviço de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista do Hospital Santa Izabel foi o primeiro da Bahia a receber a mais alta certificação de qualidade nos procedimentos de hemodinâmica e cardiologia intervencionista, conferida pela Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista (SBHCI). Menos de dez serviços de hemodinâmica alcançaram essa certificação no Brasil. 

O selo diamante, concedido em parceria com o IQG - Health Services Accreditation é considerado o nível máximo de qualidade. Ele atesta o compromisso da unidade com a qualidade e segurança na gestão da assistência ao paciente, a qualificação profissional e a melhoria dos processos.

Acreditação com Excelência ONA 3
Acreditação com Excelência ONA 3

O Santa Izabel tem Acreditação com Excelência referente a três níveis: Segurança do Paciente, Gerenciamento de Risco e Rotina, e os indicadores de Qualidade e de Desempenho. A Acreditação é emitida pela Organização Nacional de Acreditação (ONA) e é o nível máximo obtido a nível nacional. A assistência ambulatorial e hospitalar contempla os pacientes particulares e conveniados às principais operadoras e planos de saúde, além dos usuários encaminhados para atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Certificação Internacional QMentum Diamond
Certificação Internacional QMentum Diamond

O Hospital Santa Izabel conquistou em agosto de 2019 a certificação internacional QMentum, que atesta práticas de gestão e de assistência mais transparentes e seguras, igualadas a padrões de excelência internacionais. O modelo da Acreditação QMentum International possui as seguintes diretrizes de avaliação: foco epidemiológico, acessibilidade, segurança, segurança ocupacional, cuidado centrado no paciente, continuidade do cuidado, efetividade e eficiência. O Hospital Santa Izabel tornou-se integrante QMentum International IQG em 2017, quando iniciou a adequação e melhoria dos processos internos, como forma de garantir a maior segurança e qualidade assistencial e a redução dos riscos no ambiente hospitalar.

HIMSS EMRAM 7
HIMSS EMRAM 7

O Hospital Santa Izabel conquistou, em 2019, a certificação da Healthcare Information and Management Systems Society (HIMSS) estágio 7 e se tornou o oitavo hospital brasileiro a ser reconhecido pela metodologia considerada uma das mais importantes a auxiliar a transformação digital de unidades de saúde. Para tal, a Santa Casa da Bahia ampliou os investimentos para implementar novas soluções tecnológicas com capacidade de melhorar a qualidade e segurança da assistência ao paciente e transformar o Santa Izabel no primeiro hospital digital do Estado.

2019 - 2020. Santa Casa da Bahia. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital